domingo, 27 de julho de 2014

Mensagem

"Nem sempre aquele que ganha recebe a vitória. Nem sempre aquele que perde deixou de vencer. A luz que hoje brilha no pódio, no fundo tem sombras. E a sombra de quem hoje perde já pode ser luz. Quanto peso já levei comigo porque não me deixei convencer que o mistério profundo da vida não se encerra em ganhar ou perder, mas aquilo que fica de tudo e o que faço da sobra afinal. Se transformo o fracasso em vitória ou se faço o bem ser mal. Há sempre um jeito de ganhar perdendo ou de perder para ganhar. A escolha certa vai determinar o que vai nos restar."

Padre Fábio de Melo

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Eterno Rubem Alves

O TEMPO E AS JABUTICABAS
Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver
daqui para frente do que já vivi até agora. Sinto-me como aquela
menina que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ela
chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.
Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir
quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.
Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos
para reverter a miséria do mundo. Não quero que me convidem
para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio.
Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos e regimentos internos.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas,
que apesar da idade cronológica, são imaturos.
Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões
de 'confrontação', onde 'tiramos fatos a limpo'.
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: 'as pessoas
não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a
essência, minha alma tem pressa...
Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente
humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não
foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados,
e deseja tão somente andar ao lado do que é justo.
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse
amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo.'
O essencial faz a vida valer a pena.
Rubem Alves

sábado, 19 de julho de 2014

Memorial

Diário Oficial
Estado de São Paulo/ Poder Executivo
Geraldo Alckmin – Governador Seção I
Quarta-feira, 16 de julho de 2014 – Pagina 01
DECRETO Nº 60.650, DE 15 DE JULHO DE 2014
Altera o Decreto n° 55.217, de 21 de dezembro de 2009, que regulamenta a Lei Complementar n° 1.097, de 27 de outubro de 2009, que institui o sistema de promoção para os integrantes do Quadro do Magistério da Secretaria da Educação, e dá providências correlatas

GERALDO ALCKMIN, Governador do Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, Decreta:

Artigo 1º - Os dispositivos adiante indicados do Decreto n°55.217, de 21 de dezembro de 2009, passam a vigorar com a seguinte redação:
I – o artigo 2°:
“Artigo 2° - Promoção é a passagem do servidor integrante do Quadro do Magistério para a faixa imediatamente superior da que estiver enquadrado, mediante aprovação em processo de avaliação teórica ou prática, observados os interstícios, os requisitos, a periodicidade e as demais condições, previstos na Lei Complementar n° 1.097, de 27 de outubro de 2009, e neste decreto.
§ 1° - Ao servidor será dado o direito à opção pela avaliação teórica ou pela avaliação prática, na forma a ser regulamentada:
1. para avaliação teórica, de conhecimentos específicos: prova;
2. para avaliação prática: memorial.
§ 2° - O memorial a que se refere o § 1° deste decreto representa, para cada servidor, um conjunto de indicadores de sua atuação, organizado segundo critérios e procedimentos regulamentados pela Secretaria da Educação, observando-se que:
1. o memorial será construído gradativamente pelo servidor, mediante a inserção de indicadores de sua atuação profissional;
2. o servidor deverá apresentar seu memorial, através de relatório objetivo e circunstancia do, que destacará aspectos que permitam aferir-lhe as qualidades profissionais, a experiência, o comprometimento com a educação e o esforço para agregar qualidade ao ensino;
3. faculta-se ao servidor, cumprido o interstício exigido para a promoção, definir o melhor momento para apresentar seu memorial;
4. o memorial poderá ser apresentado sempre que o servidor constatar já possuir indicadores suficientes para promoção;
5. o memorial de cada servidor será submetido à avaliação de servidores que não integrem a mesma unidade de trabalho;
6. da avaliação referida no § 1° deste decreto caberá recurso, conforme o caso, ao Conselho de Escola ou ao de Diretoria de Ensino.”; (NR)
II – o § 1° do artigo 3°:
“§ 1° - Poderá concorrer à promoção o servidor que, na data base de 30 de junho do ano de realização do processo, conforme estabelece o parágrafo único do artigo 4° da Lei Complementar n° 1.097, de 27 de outubro de 2009, alterado pela Lei Complementar n° 1.143, de 11 de julho de 2011, comprove:”; (NR)
III - o parágrafo único do artigo 7°:
“Parágrafo único – A pontuação máxima possível, a que se refere este artigo, será:
1. de 3.120 (três mil, cento e vinte) pontos, relativamente ao interstício de 4 (quatro) anos;
2. de 2.340 (dois mil, trezentos e quarenta) pontos, relativamente ao interstício de 3 (três) anos.”; (NR)
IV – o artigo 8°:
“Artigo 8° - Na aferição da assiduidade ao trabalho deverá se observar que:
I – o servidor deverá atingir, no mínimo, 2.496 (dois mil, quatrocentos e noventa e seis) pontos relativamente à promoção da faixa 1 para a faixa 2 e, pelo menos, 1.872 (um mil, oitocentos e setenta e dois) pontos relativamente à promoção nas faixas subsequentes;
II – os pontos de assiduidade serão apurados mensalmente, considerando-se, como frequência, os dias efetivamente trabalhados;
III - em atendimento ao disposto no § 2° do artigo 3° da Lei Complementar n° 1.097, de 27 de outubro de 2009, serão atribuídos mensalmente, além da pontuação máxima, 5 (cinco) pontos especiais, em conformidade com a tabela de frequência, constante do Anexo que faz parte integrante deste decreto;
IV – no cômputo dos pontos de assiduidade de cada servidor, para fins de promoção da faixa e classe a que estiver concorrendo, serão considerados os registros mensais implantados no Sistema de Controle de Frequência da Educação (BFE), desconsiderados quaisquer outros registros.
Parágrafo único – Consideram-se dias efetivamente trabalhados, para fins do disposto no inciso II deste artigo, os que forem correspondentes a férias, licença à gestante, licença-paternidade, licença-adoção, serviços obrigatórios por lei, licença por acidente de trabalho, faltas abonadas e ausências decorrentes da participação em eventos sindicais, até 10 (dez) anuais, autorizadas pela Secretaria.”;(NR)
V – o parágrafo único do artigo 10:
“Parágrafo único – O docente titular de 2 (dois) cargos de Professor Educação Básica II, desde que comprove atendimento a todos os requisitos legais nas duas situações, poderá ser promovido em ambos os cargos, prestando uma única prova, para a qual optará pela disciplina de um dos cargos.”. (NR)
Artigo 2º - O Anexo constante do Decreto nº 55.217, de 21 de dezembro de 2009, fica substituído pelo Anexo que faz parte integrante deste decreto.
Artigo 3º - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação.
Palácio dos Bandeirantes, 15 de julho de 2014
GERALDO ALCKMIN

Herman Jacobus Cornelis Voorwald
Secretário da Educação
Edson Aparecido dos Santos
Secretário-Chefe da Casa Civil
Publicado na Casa Civil, aos 15 de julho de 2014.
ANEXO
TABELA DE FREQUÊNCIA
a que se refere o artigo 2° do Decreto nº 60.650, de 15 de julho de 2014
 
Obs.: Serão atribuídos 5 pontos mensais a mais ao servidor que venha a atender ao disposto no inciso III do artigo 8° deste decreto.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Iamsp, incluir agregados - pai, mãe


Pode ser feito pelo correio, carta simples demora uns 15 dias .
Anexar: Termo original, pega no site do iamsp, pode ser preenchido à mão, assinado pelo diretor da UE; 
 declaração da data de posse
Holerith, pega no site da Fazenda; 
RG seu e dos dependentes cópias autenticadas;
Declaração de Posse e Exercício, pede para a gerente escolar fazer, tbm assinado pela direção da UE;
Cópia simples de comprovante de endereço.
Enviar para: AC: Setor de Cadastro. Av. Ibirapuera, 981, CEP 04029-000, Sp-Sp. Fones: 11-4573-8181 /8204.
O prazo são de seis meses para cadastro de agregados. Marido (companheiro) e filhos, são dependentes

sábado, 14 de junho de 2014

Últimas

Decreto Nº 60.523/2014
Dispõe sobre o funcionamento das repartições públicas estaduais nos dias que especifica e dá providências correlatas
07/06/2014
Resolução SE Nº 30/2014Dispõe sobre os referenciais bibliográficos e de legislação que fundamentam o processo de avaliação no sistema de Promoção dos integrantes do Quadro do Magistério.31/05/2014
Comunicado Conjunto CGRH/DPME Nº 02/2014Dispõe sobre perícia médica para obtenção do Certificado de Sanidade e Capacidade Física - Laudo médico, dos candidatos nomeados - Concurso PEB II/2013.31/05/2014
Portaria Conjunta SEE/SME Nº 01/2014Define parâmetros comuns à execução do Programa de Matrícula Antecipada/Chamada Escolar/Ano 2015, para o Ensino Fundamental, nas Escolas Públicas da Cidade de São Paulo, e dá outras providências.29/05/2014

Educação pare quê? Para quem?

Sabe, estou aqui pensando neste bando de sem educação, que como boa massa de manobra, seguiu os artistas (q ganham horrores para isso do sr. Aébrio) para serem mal educados em nível mundial.... Falam que falta isso, aquilo.... verdade que não está uma brastemp, mas .....
Estou aqui pensando em termos de tal educação.... aquela das escolas que estão cobrando..... Hoje recebemos verbas estaduais, federais.... temos vários ambientes diferenciados na escola, material didático entregue gratuitamente, passeios culturais, atividades extraclasse, cursos profissionalizantes gratuitos oferecidos concomitantemente aos alunos do EM.......
Boa parte dos pais, não tem interesse algum em acompanhar a vida escolar dos filhos e por muitas vezes ainda os instigam a fazerem o mínimo possível..... os alunos por sua vez, o fazem cada vez menos.... muitos não vão à escola para o aprendizado e sim para o social.....
Educação??? Aquela que deveria vir de casa? Para quê??? Desrespeitam todos (e muitos dos pais são iguaizinhos)....
Em resumo.... (estou falando das grandes capitais, sei q pelo interiorzão do país, os prefeitos não repassam as verbas).... o investimento na educação (tirando o profissional, mas isso é responsabilidade municipal e estadual) a maior parte dos alunos não "está nem aí" com o aprendizado.... não adianta triplicar o investimento em educação, se os maiores interessados não tem interesse em aprender....
Precisa sim, esses artistas começarem uma campanha (já q o povo segue eles) onde ser educado é o importante e ser um bom aluno também....
Não podemos esquecer, que a Dilma não governa sozinha este país... Há deputados, senadores, vereadores, prefeitos e governadores, que também o deveriam fazer.....
Mas...... povo ignorante é assim mesmo....... não sabe o que fala pq não prestou atenção a aula.......

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Ultimas

Deliberação CEE Nº 125/2014
Dispõe sobre a inclusão de nome social nos registros escolares das instituições públicas e privadas no Sistema de Ensino do Estado de São Paulo e dá outras providencias correlatas
14/05/2014
Decreto Nº 60.428/2014
Aprova o Código de Ética da Administração Pública Estadual e dá nova redação a dispositivos do Decreto Nº 57.500/2011
09/05/2014
Resolução SE Nº 24/2014Fixa módulo de Supervisor de Ensino nas Diretorias de Ensino e dá providências correlatas.07/05/2014
Resolução SE Nº 23/2014Estabelece Módulo de Pessoal nos Órgãos Centrais e Diretorias de Ensino.07/05/2014
Resolução SE Nº 21/2014Institui o Programa Novas Tecnologias - Novas Possibilidades.29/04/2014
Decreto Nº 60.397/2014
Dispõe sobre o Conselho Estadual de Alimentação Escolar de São Paulo – CEAE/SP e dá providências correlatas
26/04/2014

Requerimentos úteis

DOCUMENTOS

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Escolha de vagas - Atenção

Gente.... (principalmente os mais ansiosos e desesperados)
Liguem para as escolas....
Confirmem se essas vagas existem de verdade (e nem assim pode ser certeza - experimentei na carne)...
Quando for acumulo, lembrem que somente poderão entrar em exercício, após a publicação do acumulo no DO e que na escola, terão que lhes apresentar todas as aulas livres (inclusive carga suplementar), que a ATPC poderá ser encaixada em outro período e que não havendo a vaga na escola escolhida, você terá que ir para a Diretoria e pegar (pq não será escolha) as aulas dos ultimos Os, sejam em q escola for......
Então, muita calma nessa hora........

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Ultimas

Resolução SE Nº 18/2014Institui Comissão de Gestão do Termo de Ajustamento de Conduta celebrado entre a Secretaria da Educação e o Ministério Público do Estado de São Paulo, visando à acessibilidade nos prédios escolares da rede estadual de ensino.
04/04/2014
Comunicado CGEB de 03/04/2014Dispõe sobre as ações de formação continuada de gestores pelo Grupo de Referência GR, para o ano letivo 2014.
04/04/2014
Decreto Nº 60.299/2014
Dispõe sobre a fixação de percentual para fins de pagamento da Bonificação por Resultados - BR, instituída pela Lei Complementar Nº 1.078/2008, relativo ao exercício de 2013
28/03/2014
Decreto Nº 60.285/2014
Dá nova redação a dispositivos do Decreto Nº 45.348/2000, que regulamenta a Evolução Funcional, pela via acadêmica, dos integrantes do Quadro do Magistério, prevista no artigo 20 da Lei Complementar Nº 836/1997, alterada pelas Leis Complementares Nº 1.097/2009, e Lei Complementar Nº 1.143/2011

25/03/
2014

Decreto 60388/14 | Decreto nº 60.388, de 23 de abril de 2014 de São Paulo


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO, no uso de suas atribuições legais, Considerando que a suspensão do expediente nas repartições públicas estaduais no próximo dia 2 de maio se revela conveniente à Administração Estadual e ao servidor público; e Considerando que o fechamento das repartições públicas estaduais deverá ocorrer sem redução das horas de trabalho semanal a que os servidores públicos estaduais estão obrigados nos termos da legislação vigente, Decreta:
Artigo 1º  - Fica suspenso o expediente nas repartições públicas estaduais no dia 2 de maio de 2014. Ver tópico
Artigo 2º  - Em decorrência do disposto no artigo 1º deste decreto, os servidores deverão compensar as horas não trabalhadas, à razão de 1 (uma) hora diária, a partir do dia 28 de abril de 2014, observada a jornada de trabalho a que estiverem sujeitos. Ver tópico
§ 1º  - Caberá ao superior hierárquico determinar, em relação a cada servidor, a compensação a ser feita de acordo com o interesse e a peculiaridade do serviço. Ver tópico
§ 2º  - A não compensação das horas de trabalho acarretará os descontos pertinentes ou, se for o caso, falta ao serviço no dia sujeito à compensação. Ver tópico
Artigo 3º  - As repartições públicas que prestam serviços essenciais e de interesse público, que tenham o funcionamento ininterrupto, terão expediente normal no dia mencionado no artigo 1º deste decreto. Ver tópico
Artigo 4º  - Caberá às autoridades competentes de cada Secretaria de Estado e da Procuradoria Geral do Estado fiscalizar o cumprimento das disposições deste decreto. Ver tópico
Artigo 5º  - Os dirigentes das Autarquias Estaduais e das Fundações instituídas ou mantidas pelo Poder Público poderão adequar o disposto neste decreto às entidades que dirigem. Ver tópico
Artigo 6º  - Este decreto entra em vigor na data de sua publicação. Ver tópico
Palácio dos Bandeirantes, 23 de abril de 2014
GERALDO ALCKMIN
Publicado em: 24/04/2014 Atualizado em: 24/04/2014 10:10

sábado, 8 de março de 2014


domingo, 2 de março de 2014

"Mensalão não existiu", afirma jornalista Raimundo Pereira

O STF aceitou julgar o mensalão sem ter competência constitucional, diz ...

sábado, 1 de março de 2014

Remarcar perícia

http://diariooficial.imprensaoficial.com.br/nav_v4/index.asp?c=4&e=20140301&p=1

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

INGRESSO PEB II

Data: 26.02.14
Destinatário: Todas as Diretorias de Ensino
Assunto: INGRESSO PEB II
A/C DIRIGENTE REGIONAL DE ENSINO / SUPERVISORES DE ENSINO
 
Em relação às orientações encaminhadas em 24/02/2014, pertinentes ao ingresso de PEB II, complementamos:
 
1.      Por determinação da Ilma. Secretária Adjunta da Secretaria de Estado da Educação, na ausência do Diploma, o docente poderá tomar posse do cargo, apresentando Certificado de Conclusão de Curso, acompanhado de Histórico Escolar e Comprovante de Colação de Grau. Neste caso, a posse será dada condicionalmente à apresentação do respectivo Diploma, no prazo de 120 dias, a contar da data da posse.
 
2.  A Unidade Escolar de escolha do ingressante deverá aplicar a ordem inversa no que dispõe o Artigo 23 da Resolução SE 75/2013, para atendimento da constituição de jornada, ou seja, observar:
 
1.º  docentes contratados e candidatos à contratação temporária;
2.º docentes ocupantes de função-atividade;
3.º docentes estáveis, nos termos da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT;
4.º docentes estáveis, nos termos da Constituição Federal de 1988;
5º  docentes afastados no Artigo  22;
6º titulares de cargo, na carga suplementar.
 
2.1     No atendimento ao titular de cargo em nível de unidade escolar/ Diretoria de Ensino, deverá ser observada a compatibilização das cargas horárias das aulas com a jornada de trabalho, nas situações de acumulação remunerada na esfera desta pasta.
 
Observar o que se segue:
 
3.      Poderá haver acúmulo nas seguintes situações:
 
Ingressante + Ingressante
Ingressante + Cargo
Ingressante + Função
Ingressante + Candidato
 
4.    As aulas de docentes nomeados que ainda não tomaram posse ou as de docente que  tomou posse e prorrogou exercício não deverão ser oferecidas em nível de DE para demais ingressantes.
 
5.   O ingressante parcialmente atendido em sua jornada em nível UE ou DE, poderá compor jornada com aulas das demais disciplinas de sua licenciatura, neste caso não será aplicada a ordem inversa, sendo-lhe atribuídas aulas em sessão regular de atribuição de classes e aulas.

 
5.1 ao ingressante declarado adido poderão ser oferecidos Projetos da Pasta, sem descaracterizar a situação de adido.
 
6.      Resolução SE 75, de 28-11-2013
 
Artigo 13 – Não poderá haver desistência de aulas atribuídas, na carga suplementar do titular de cargo ou na carga horária dos docentes não efetivos ou do contratado, exceto nas situações de:
I - o docente vir a prover novo cargo/função públicos, de qualquer alçada, em regime de acumulação;
II – ampliação de Jornada de Trabalho do titular de cargo durante o ano;
III - atribuição, com aumento ou manutenção da carga horária, em uma das unidades em que se encontre em exercício, a fim de reduzir o número de escolas.
 
7.   Não se aplica a ordem inversa aos docentes que estejam atuando em projetos da pasta.