quinta-feira, 10 de julho de 2008

MAIS UM ENGODO

Não tem muitos dias, fiz um texto sobre o engodo do PSDB. Pois é, em reunião com TRT (Tribunal Regional do Trabalho), foi fechado um acordo onde os professores encerrariam a greve e o governo se prontificaria a não descontar os dias parados e estes seriam repostos (haviam representantes dos dois lados).
Ocorre que como combinado, na ultima sexta-feira, os professores encerraram a greve (ficando somente em estado de greve) e aguardando que a Secretaria de Educação cumprisse com sua parte no acordo.
Tomei um susto, quando ouvi pelo telejornal, que a secretina de educação, mandou informar, que vai descontar os dias parados e somente pagá-los quando estes forem repostos. Imediatamente, lembrei da greve de 2000, onde fizeram isso, pagaram a reposição como se fossem aulas eventuais e ainda não tiraram as injustificadas da ficha 100.
Mais uma vez, a falta de palavra, impera nesse governo ditatorial e eu me pergunto: como é que ainda tem gente que pensa em votar em pessoas assim?


Fax nº 48 APEOESP – 08/07/2008
MAIS UMA VEZ, S.E.E. DESRESPEITA NEGOCIAÇÃO
Em reunião realizada nesta terça-feira, 08, conforme determinação da audiência de conciliação realizada pelo Tribunal Regional do Trabalho, a APEOESP exigiu da Secretaria da Educação o pagamento integral dos dias parados no período da greve e a garantia da reposição das aulas pelos professores que participaram do movimento. Durante a reunião, a APEOESP rechaçou a proposta da S.E.E. em relação ao desconto dos dias parados e a não reposição das aulas dadas por eventuais. A presidenta da APEOESP propôs novas formulações para estes itens. Inicialmente, a Secretaria se comprometeu a analisar as propostas do Sindicato e agendar nova reunião para a próxima quinta-feira.
Meia hora após o término da reunião, a Secretaria da Educação divulgou nota aos órgãos de imprensa informando que já descontará os dias de greve nos meses de agosto e setembro. A APEOESP defende o pagamento dos dias, a reposição e o desconto das aulas não repostas.
Diante da ação da S.E., a APEOESP protocolará denúncia no Tribunal Regional do Trabalho e vai conclamar a categoria a continuar a luta em defesa de seus direitos.Cabe reforçar que os representantes da Secretaria assinaram o compromisso diante do TRT de prosseguir nas negociações sobre os demais pontos da pauta, entre eles o Decreto 53037.

Nenhum comentário: