sábado, 16 de agosto de 2008

NADA



Em uma densa floresta em uma terra distante, havia um grande rio. Um sábio deu algumas moedas a um canoeiro para este o atravessar até a outra margem. Durante a travessia , tirou uma folha das águas e a examinou cuidadosamente. Virando-se para o canoeiro , perguntou: " Diga-me uma coisa : Você sabe botânica ? " . O canoeiro olhou para o sábio e respondeu : "Não, senhor." "Você não sabe botânica , a ciência que estuda as plantas ! Que pena Você perdeu parte da sua vida ", disse o sábio jogando a folha de volta água . O canoeiro continuava remando. Depois de algum silêncio, perguntou novamente o sábio: " diga-me uma coisa: você sabe astronomia ? " O homem simples coçou a cabeça e disse : "Não , senhor, não sei o que é astronomia". "Astronomia é a ciência que estuda as estrelas. Que pena! Você perdeu outra parte da sua vida ." "E sobre filosofia...," insistiu. Nada senhor, respondeu o canoeiro.""Imagine só! Outra parte de sua vida perdida". De repente, no meio do rio , a canoa bateu contra uma grande rocha, rompeu-se e ambos caíram na água . Assim que o canoeiro tomou fôlego, olhou em volta , e avistando o sábio, perguntou: "O senhor sabe nadar "? "Não , não sei !" "Então acho que o senhor vai perder sua vida inteira!" Moral da história: Tão importante como saber nadar é saber agir. Inteligente não é aquele que muito sabe , é aquele que aplica aquilo que sabe.

Nenhum comentário: