quarta-feira, 10 de setembro de 2008

11 de setembro

Pensei em não escrever nada sobre a data, pois outros "desastres" aconteceram e acontecem em vários países. Não podemos esquecer o que aconteceu aqui no Brasil pelo legacy-americano, genocidios em outros lugares. vou colocar aqui, um texto sobre um outro 11 de setembro que ninguem fala.

11 DE SETEMBRO, dia internacional da infâmia.
É fundamental mantermos nossa memória viva. É fundamental relembrar e refletir sobre o sentido e os efeitos dos atos praticados neste dia, atos de minorias que pretenderam alterar as estruturas vigentes.
O primeiro ato a ser lembrado comemora 29 anos. Foi no dia 11 de setembro de 1973 que as elites chilenas, apoiadas no exército e pela CIA, agência de inteligência do governo norte-americano, deram um golpe e derrubaram o presidente Salvador Allende no Chile. Dessa maneira o governo da Unidade Popular começou a ser eliminado, assim como as conquistas, principalmente políticas. Nos dias 11 e 12 a
resistência implicou na organização popular nos bairros e fábricas, onde populares e operários tomaram em armas, porém sem infra-estrutura ou prepara, forma massacrados. Na primeira semana de golpe foram mortas cerca de 9000 pessoas; ao longo da ditadura de Pinochet forma cerca de 30.000.

Nenhum comentário: