sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Agora é definitivo

Sexta - feira, 31 de Outubro de 2008 11h00

Secretaria define regras para prova classificatória de temporários; inscrições começam hoje, sexta-feira

Prova valerá 80 pontos, assim como tempo de serviço; títulos valem outros 20 pontos

A Secretaria de Estado da Educação definiu as regras para a prova classificatória destinada a professores temporários, a ser realizada entre 12 e 21 de dezembro. Junto com o tempo de serviço e titulação, a prova servirá para definir a classificação de professores para a atribuição de aulas, no começo do ano letivo.

O Diário Oficial do Estado desta sexta-feira traz resolução com as novidades. Com 25 questões (testes – cada um valendo 3,2 pontos), a prova, que neste ano será aplicada pela primeira vez, valerá 80 pontos no total, o mesmo peso do tempo de serviço. Os títulos (mestrado e doutorado, por exemplo) valerão outros 20 pontos, podendo-se chegar a um total de 180 pontos. Antes da implantação da prova, a classificação para atribuição de aulas tinha apenas dois critérios: tempo de serviço e títulos.

A prova terá como base a Proposta Curricular do Estado, já implantada pela Secretaria neste ano de 2008. Com isso, a Secretaria especifica uma forma de verificar quais professores estão mais aptos nos conteúdos de suas disciplinas. Os participantes poderão escolher até duas disciplinas para a prova – seguindo sua aptidão. Por exemplo: professores que desejam dar aulas de matemática e química participarão de provas destas duas disciplinas, sendo averiguadas o conteúdo curricular nestas disciplinas. Os professores de ciclo 1 (1ª a 4ª do Ensino Fundamental) terão prova diferente, já que dão aulas de todas as disciplinas.

A classificação (juntando prova, tempo de serviço e títulos) será por Diretoria de Ensino e definirá quem irá escolher antes as aulas disponíveis nesta respectiva região. O prazo para inscrições destinadas à prova dos temporários começa hoje, sexta-feira, 31 de outubro, e vai até 13 de novembro.

Além dos professores temporários que já trabalham na rede estadual (cerca de 100 mil profissionais), a prova (conseqüentemente, também a atribuição de aulas) é aberta a professores que estejam fora da rede e alunos de ensino superior. Quem não participar da prova ficará fora da rede estadual em 2009 – a classificação valerá por um ano.

Os professores que já trabalham nas escolas estaduais devem se inscrever para a prova em suas respectivas escolas. Quem está fora da rede deve procurar a Diretoria de Ensino que deseja trabalhar. Antes dos temporários, a atribuição de aulas ocorre com os cerca de 130 mil professores efetivos (esta regra não sofreu qualquer alteração).

“É fundamental que os professores e alunos de curso superior que desejam participar da rede se inscrevam para a prova até 13 de novembro. A lista de classificação será usada para a atribuição e para qualquer contratação de professores durante o ano. Ou seja, quem não fizer a prova não terá a chance de participar da rede no próximo ano”, afirma Fernando Padula, chefe de gabinete da Secretaria.

Na semana passada a Secretaria apresentou à Apeoesp (um dos sindicatos dos professores) estas regras para a aplicação da prova classificatória para professores temporários, em audiência no Tribunal Regional do Trabalho.

Em 2009 a Secretaria iniciará os concursos para preenchimento de 75 mil cargos destinados a professores efetivos, com carga de 10 horas semanais.

Nenhum comentário: