quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Família de Nayara vai pedir R$ 2 mi ao Estado

"Vamos pedir mais de R$ 2 milhões de indenização ao governo de São Paulo". A afirmação é do advogado contratado pela família de Nayara Silva, Ângelo Carbone. O advogado alega que a jovem foi atingida com um tiro no rosto por Lindemberg Alves, durante seqüestro em Santo André, por culpa do Estado.

"Colocaram a Nayara em situação de morte quando deixaram que ela voltasse ao apartamento. Além dos danos morais, também vou pedir que seja pago todo o acompanhamento médico e psícológico que ela precisar", afirmou Carbone.

O advogado foi contratado ontem pela mãe da menina, e hoje vai ao Centro Hospitalar de Santo André, onde ela está internada desde sexta-feira, após ter levado um tiro do lado esquerdo da face, para acompanhar Nayara. "Vou ao hospital à tarde, e assim que ela tiver alta vamos ao Forum de Santo André prestar depoimento ao Ministério Público", informou o advogado.

Carbone também garantiu que vai acompanhar Nayara em toda a parte processual, desde o interrogatório da polícia até a reconstituição das últimas horas do seqüestro em Santo André, que terminou com a morte da amiga de Nayara, Eloá Pimentel, 15 anos. "Depois disso, acompanharei toda a pena para garantir que Lindemberg cumpra a pena com intensidade, mostrando que se ele voltar para as ruas será um perigo não só para Nayara, mas para toda a sociedade", concluiu.

Nenhum comentário: