quarta-feira, 30 de julho de 2008

A tigela de madeira


Um senhor de idade foi morar com seu filho, nora e o netinho de quatro anos
de idade.
As mãos do velho eram trêmulas, sua visão embaçada e seus passos vacilantes.
A família comia reunida à mesa. Mas, as mãos trêmulas e a visão falha do avô
o atrapalhavam na hora de comer.
Ervilhas rolavam de sua colher e caíam no chão.
Quando pegava o copo, leite era derramado na toalha da mesa.
O filho e a nora irritaram-se com a bagunça.
- "Precisamos tomar uma providência com respeito ao papai", disse o filho.
- "Já tivemos suficiente leite derramado, barulho de gente comendo com a
boca aberta e comida pelo chão."
Então, eles decidiram colocar uma pequena mesa num cantinho da cozinha.
Ali, o avô comia sozinho enquanto o restante da família fazia as refeições à
mesa, com satisfação.
Desde que o velho quebrara um ou dois pratos, sua comida agora era servida
numa tigela de madeira.
Quando a família olhava para o avô sentado ali sozinho, às vezes ele tinha
lágrimas em seus olhos.
Mesmo assim, as únicas palavras que lhe diziam eram admoestações ásperas
quando ele deixava um talher ou comida cair ao chão.
O menino de 4 anos de idade assistia a tudo em silêncio.
Uma noite, antes do jantar, o pai percebeu que o filho pequeno estava no
chão, manuseando pedaços de madeira.
Ele perguntou delicadamente à criança:
- "O que você está fazendo?"
O menino respondeu docemente:
- "Oh, estou fazendo uma tigela para você e mamãe comerem, quando eu
crescer." O garoto de quatro anos de idade sorriu e voltou ao trabalho.
Aquelas palavras tiveram um impacto tão grande nos pais que eles ficaram
mudos.
Então lágrimas começaram a escorrer de seus olhos.
Embora ninguém tivesse falado nada, ambos sabiam o que precisava ser feito.
Naquela noite o pai tomou o avô pelas mãos e gentilmente conduziu-o à mesa
da família.
Dali para frente e até o final de seus dias ele comeu todas as refeições com
a família.
E por alguma razão, o marido e a esposa não se importavam mais quando um
garfo caía, leite era derramado ou a toalha da mesa sujava.
De uma forma positiva, aprendi que não importa o que aconteça, ou quão ruim
pareça o dia de hoje, a vida continua, e amanhã será melhor.
Aprendi que se pode conhecer bem uma pessoa, pela forma como ela lida com
três coisas: um dia chuvoso, uma bagagem perdida e os fios das luzes de uma
árvore de natal que se embaraçaram.
Aprendi que, não importa o tipo de relacionamento que tenha com seus pais,
você sentirá falta deles quando partirem.
Aprendi que "saber ganhar" a vida não é a mesma coisa que "saber viver".
Aprendi que a vida às vezes nos dá uma segunda chance.
Aprendi que viver não é só receber, é também dar.
Aprendi que se você procurar a felicidade, vai se iludir.
Mas, se focalizar a atenção na família, nos amigos, nas necessidades dos
outros, no trabalho e procurar fazer o melhor, a felicidade vai encontrá-lo.
Aprendi que sempre que decido algo com o coração aberto, geralmente acerto.
Aprendi que quando sinto dores, não preciso ser uma dor para outros.
Aprendi que diariamente preciso alcançar e tocar alguém.
As pessoas gostam de um toque humano - segurar na mão, receber um abraço
afetuoso, ou simplesmente um tapinha amigável nas costas.
Aprendi que ainda tenho muito que aprender.
Aprendi que você deveria passar essa mensagem para todos seus amigos.
Fiz exatamente isso.
Às vezes eles precisam de algo para iluminar seu dia.
As pessoas se esquecerão do que você disse...
Esquecerão o que você fez...
Mas nunca esquecerão como você as tratou.

Devolvendo o dinheiro

Lembra do "aumento" de 5% que o Alkimim deu em 2003?
E do aumento de desconto do ipesp de 5% que ele também deu em 2004?
Pois é, como ele não havia regulamentado este desconto, nós podemos pedir a devolução na justiça.
Junte todos os holeriths de maio/2004 até setembro/2007, e procure a advogada da apeoesp (ou outro). Algumas pessoas já ganharam. Boa sorte

domingo, 27 de julho de 2008

Empurre sua vaquinha

Um sábio passeava na floresta com seu discípulo. Avistou uma
casinha pobre aos pedaços. Nela moravam
um casal e três filhos, todos mal vestidos, sujos, magros e aparentando
subnutrição. O sábio pergunta ao pai da família: “ Como vocês sobrevivem?. Não
vejo horta alguma. Não vejo plantação alguma. Não vejo animais”. O pai
respondeu: - Nós temos uma vaquinha que nos da alguns litros de leite por dia.
Uma parte do leite, nós tomamos. Outra trocamos na cidade vizinha por alimentos
e roupas e assim vamos sobrevivendo...” O sábio agradeceu e saiu novamente pelo
seu caminho. Logo em seguida, o sábio avistou uma vaquinha e ordenou seu
discípulo: “Puxe aquela vaquinha até o precipício e a empurre precipício
abaixo”. Mesmo sem compreender a ordem, o discípulo cumpriu, empurrou a
vaquinha no precipício. E ficou pensando na maldade do sábio em mandar matar a
única fonte de subsistência daquela família. Aquilo não saiu da cabeça do
discípulo por muitos anos. Alguns anos depois, passando pela mesma região,
o discípulo lembrou-se da família e do episódio da vaquinha.
Resolveu voltar àquela casinha e, surpresa, no lugar pobre da casinha uma bela
casa. Um pomar ao redor, várias cabeças de
gado, trator novo. Na porta da casa avistou o mesmo pai, agora bem
vestido, limpo e saudável. Logo apareceu a mulher e os três filhos, todos
bonitos e aparentando saúde e felicidade. Quando o discípulo perguntou a razão
de tanta mudança nesses últimos anos, o pai da família respondeu: sem a
vaquinha a gente teve que se virar e fazer outras coisas que nunca tinha feito.
Começamos a plantar, criar animais, usar nossa cabeça para sobreviver e daí a
gente viu que era capaz de fazer coisas que nunca havia tentado fazer. Sem a
vaquinha a gente foi à luta e a gente só tinha essa alternativa. “Lutar para
vencer”- todos nós temos uma vaquinha
que nos dá algo para sobreviver e conviver com a rotina. Vamos descobrir qual é
a nossa vaquinha quem sabe aproveitar este momento de crise para empurrá-la
morro abaixo.

quinta-feira, 17 de julho de 2008

Lulu - To Sir, With Love (Tradução)

Homenagem

Lulu and Marvin Gaye

Boa música............... curta............

Boas notícias

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou ontem o piso salarial nacional dos professores com um veto importante: a medida passará a vigorar apenas a partir de janeiro de 2009 e não será retroativa ao início deste ano, como aprovado pelo Congresso. O piso, que será de R$ 950 reais para uma jornada de 40 horas semanais, deverá beneficiar 800 mil professores que hoje recebem menos que esse valor. Estados e municípios terão até 2010 para se adaptar.Antes do veto, governos locais que pagassem aos professores menos que R$ 950 teriam de dar um aumento relativo a um terço da diferença este ano, outro terço em janeiro de 2009 e o último terço em janeiro de 2010. Com o veto, o reajuste terá de ser o equivalente a dois terços da diferença para R$ 950 em janeiro de 2009. De acordo com o ministro da Educação, Fernando Haddad, a mudança foi feita a pedido dos prefeitos, que alegaram não ter recursos previstos este ano para pagamento do piso. Isso poderia fazê-los ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal. Além disso, a lei eleitoral proíbe reajustes salariais depois de junho deste ano, por conta das eleições municipais.O Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) também encaminhou ao ministro da Educação documento pedindo o veto ao artigo que previa o pagamento retroativo do reajuste, considerado inconstitucional. "Somos favoráveis ao piso, nossa preocupação era com sua vigência imediata", explica Maria Auxiliadora Rezende, presidente da entidade. "Fizemos essa mobilização até para preservar o projeto, pois acreditamos que alguns Estados e municípios não poderiam arcar com esse aumento de gastos e poderiam contestá-lo na Justiça", explica.

Outro ponto importante foi que o professor deverá dedicar no mínimo1/3 da sua jornada a atividades extra-classe e isso fará com que haja um aumento de 20% no quadro de professores. Também haverá concurso para as escolas técnicas federais, mais de 12mil vagas.

Prepare-se

A SEE ja anunciou que no segundo semestre vem novo jornalzinho pra trabalhar com os alunos. Imaginem o que o EnCino de qualidade desta secretina louca vai nos proporcionar???

terça-feira, 15 de julho de 2008

Força de um sorriso


Havia um pequeno menino que queria se encontrar com Deus.Ele sabia que tinha um longo caminho pela frente, portanto ele encheu sua mochila com pasteis e guaraná, e começou sua caminhada.Quando ele andou umas 3 quadras, encontrou um velhinho sentando em um banco da praça olhando os pássaros.O menino sentou-se junto dele, abriu sua mochila, e ia tomar um gole de guaraná, quando olhou o velhinho e viu que ele estava com fome, então ofereceu-lhe um pastel. O velhinho muito agradecido aceitou e sorriu ao menino. Seu sorriso era tão incrível que o menino quis ver de novo, então ele ofereceu-lhe seu guaraná. Mais uma vez o velhinho sorriu ao menino. O menino estava muito feliz! Ficaram sentados ali sorrindo, comendo pastel e bebendo guaraná pelo resto da tarde sem falarem um ao outro. Quando começou a escurecer o menino estava cansado e resolveu voltar para casa, mas antes de sair ele se voltou e deu um grande abraço no velhinho. O velhinho deu-lhe o maior sorriso que o menino já havia recebido. Quando o menino entrou em casa, sua mãe surpresa perguntou ao ver a felicidade estampada em sua face. "O que você fez hoje que te deixou tão feliz? Ele respondeu. "Passei a tarde com Deus" e acrescentou "Você sabe, ele tem o mais lindo sorriso que eu jamais vi" Enquanto isso, o velhinho chegou em casa radiante, e seu filho perguntou: "Por onde você esteve que te deixou tão feliz?" Ele respondeu: "Comi pasteis e tomei guaraná no parque com Deus". Antes que seu filho pudesse dizer algo ele falou: "Você sabe que ele é bem mais jovem do que eu pensava?" Nunca subestime a força de um sorriso, o poder de uma palavra, de um ouvido para ouvir, um honesto elogio, ou até um ato de carinho. Tudo isso tem o potencial de fazer virar uma vida. Por medo de diminuir deixamos de crescer. Por medo de chorar deixamos de sorrir!!! Portanto Sorria !!

segunda-feira, 14 de julho de 2008

MUSICAL DOS JUIZES

Não preciso dizer nada............ hehe

A Ratoeira


Um rato olhando pelo buraco na parede vê o fazendeiro e sua esposa abrindo um pacote. Pensou logo em que tipo de comida poderia ter ali. Ficou aterrorizado quando descobriu que era uma ratoeira.Foi para o pátio da fazenda advertindo a todos:"Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira na casa."A galinha, que estava cacarejando e ciscando, levantou a cabeça e disse: "Desculpe-me Sr. Rato, eu entendo que é um grande problema para o senhor, mas não me prejudica em nada, não me incomoda."O rato foi até o porco e disse a ele: "Tem uma ratoeira na casa, uma ratoeira.""Desculpe-me Sr. Rato, mas não há nada que eu possa fazer, a não ser rezar.Fique tranqüilo que o senhor será lembrado nas minhas preces."O rato dirigiu-se então à vaca. Ela disse:"O que Sr. Rato? Uma ratoeira? Por acaso estou em perigo? Acho que não!" Então o rato voltou para a casa, cabisbaixo e abatido, para encarar a ratoeira do fazendeiro.Naquela noite ouviu-se um barulho, como o de uma ratoeira pegando sua vítima. A mulher do fazendeiro correu para ver o que havia pego. No escuro, ela não viu que a ratoeira pegou a cauda de uma cobra venenosa.A cobra picou a mulher. O fazendeiro a levou imediatamente ao hospital. Ela voltou com febre. Todo mundo sabe que para alimentar alguém com febre, nada melhor que uma canja. O fazendeiro pegou seu cutelo e foi providenciar o ingrediente principal. Como a doença da mulher continuava, os amigos e vizinhos vieram visitá-la. Para alimentá-los o fazendeiro matou o porco. A mulher não melhorou e muitas Pessoas vieram visitá-la Muita gente veio vê-la o fazendeiro então sacrificou a vaca para alimentar todo aquele povo. Na próxima vez que você ouvir dizer que alguém está diante de um problema e acreditar que o problema não lhe diz respeito lembre-se que, quando há uma ratoeira na casa, toda a fazenda corre risco.


Professor que não luta, também pode estar correndo risco.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

MAIS UM ENGODO

Não tem muitos dias, fiz um texto sobre o engodo do PSDB. Pois é, em reunião com TRT (Tribunal Regional do Trabalho), foi fechado um acordo onde os professores encerrariam a greve e o governo se prontificaria a não descontar os dias parados e estes seriam repostos (haviam representantes dos dois lados).
Ocorre que como combinado, na ultima sexta-feira, os professores encerraram a greve (ficando somente em estado de greve) e aguardando que a Secretaria de Educação cumprisse com sua parte no acordo.
Tomei um susto, quando ouvi pelo telejornal, que a secretina de educação, mandou informar, que vai descontar os dias parados e somente pagá-los quando estes forem repostos. Imediatamente, lembrei da greve de 2000, onde fizeram isso, pagaram a reposição como se fossem aulas eventuais e ainda não tiraram as injustificadas da ficha 100.
Mais uma vez, a falta de palavra, impera nesse governo ditatorial e eu me pergunto: como é que ainda tem gente que pensa em votar em pessoas assim?


Fax nº 48 APEOESP – 08/07/2008
MAIS UMA VEZ, S.E.E. DESRESPEITA NEGOCIAÇÃO
Em reunião realizada nesta terça-feira, 08, conforme determinação da audiência de conciliação realizada pelo Tribunal Regional do Trabalho, a APEOESP exigiu da Secretaria da Educação o pagamento integral dos dias parados no período da greve e a garantia da reposição das aulas pelos professores que participaram do movimento. Durante a reunião, a APEOESP rechaçou a proposta da S.E.E. em relação ao desconto dos dias parados e a não reposição das aulas dadas por eventuais. A presidenta da APEOESP propôs novas formulações para estes itens. Inicialmente, a Secretaria se comprometeu a analisar as propostas do Sindicato e agendar nova reunião para a próxima quinta-feira.
Meia hora após o término da reunião, a Secretaria da Educação divulgou nota aos órgãos de imprensa informando que já descontará os dias de greve nos meses de agosto e setembro. A APEOESP defende o pagamento dos dias, a reposição e o desconto das aulas não repostas.
Diante da ação da S.E., a APEOESP protocolará denúncia no Tribunal Regional do Trabalho e vai conclamar a categoria a continuar a luta em defesa de seus direitos.Cabe reforçar que os representantes da Secretaria assinaram o compromisso diante do TRT de prosseguir nas negociações sobre os demais pontos da pauta, entre eles o Decreto 53037.

CELEBRE TUA VIDA



Celebra a alegria de fazer anos de esperança.Conta teus anos não pelo tempo, mas pelo espaço que fazes em teu coração. Não pela amargura de uma dor, mas pela ressurreição que ela traz.
Não pelo número de troféus de tuas conquistas, mas pelo gosto de aventura de tuas buscas. Não pelas vezes que chegaste, mas pelas vezes que tiveste coragem de partir. Não pelos frutos que colhestes, mas pelo terreno que preparaste e as sementes que lançaste.
Não pela quantidade dos que te amam, mas pela medida de teu coração, capaz de amar a todos. Não pelas desilusões que tiveste, mas pela esperança que infundiste.
Não pelos anos que fazes, mas por aquilo que fazes em teus anos. Não pelas vezes que celebraste aniversário, mas pelas vezes que teu aniversário se tornou uma celebração de vida. Amém!


Autor Desconhecido

Justiça?

O presidente da seccional do Rio de Janeiro e integrante do Colégio de Presidentes de Seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Wadih Damous, afirmou que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, errou ao criticar a atuação da Polícia Federal (PF) e, logo em seguida, decidir conceder habeas-corpus ao banqueiro Daniel Dantas, um dos presos na Operação Satiagraha.
Para ele, Mendes não deveria ter se pronunciado antecipadamente. "Ele se posicionou contrário à ação da PF e, no dia seguinte, concedeu liminar que causa perplexidade na opinião pública", disse Damous. "Acho que ele não deveria ter se pronunciado, não deveria ter falado nada pois teria que julgar depois", criticou.
O presidente da OAB do Rio de Janeiro preferiu não comentar a decisão do presidente do STF, pois disse desconhecer os autos. No entanto, ponderou que os juízes não devem se deixar influenciar pela opinião pública.
"Quando o Judiciário julga esses casos que causam comoção popular e vão contra a opinião pública, sempre causa perplexidade. Mas o juiz não pode se contaminar pelo clamor popular", afirmou Damous.
O diretor da Polícia Federal, Luís Fernando Correia, disse que a PF não vai modificar sua forma de trabalho em operações por causa das críticas feitas pelo presidente do Supremo Tribunal Federal.
"Os comentários políticos, feitos principalmente por presidentes de poderes, não inibe nossa atuação porque nós nos pautamos pelo rigor técnico e pela investigação de fato. Não somos motivados por qualquer outro fator, principalmente político", disse.
O diretor da PF ainda rebateu o fato de Mendes ter condenado o uso de algemas pela polícia na hora de prender os envolvidos no esquema corrupto. Correa sugeriu que o debate sobre algemas só entrou em pauta por causa do nível social das pessoas que foram detidas.
"Isso (as algemas) tem causado algum debate nos últimos tempos em razão da elevação do nível social dos presos. Até então isso era normal", disse.
O diretor garantiu que a atuação é a mesma em qualquer situação, local, ou pessoa.
"Se amanhã tivermos que derrubar a porta de um traficante, vamos derrubar, mas se em uma mansão houver resistência, a porta será derrubada da mesa forma", declarou.

A nós, cabe a perplexidade em ver a polícia agindo e o supremo (como sempre) desfazendo a ação.
Interessante é observar como as condutas variam de acordo com a condição social.
E o país, continua na impunidade................. Que justiça?????

Ah! Que equipe de jornalismo da Globo???? E X C L U S I V A
Infos site Terra

sexta-feira, 4 de julho de 2008

violência


Minha mãe sempre dizia que quando alguém parte para a violência, é porque já não tem argumento. Neste último dia primeiro, mais uma mancha no curriculo do PSDB mostrou a truculência destes que se dizem socialistas democratas.
Em visita há cidade de Guararema um grupo de professores aproveitou para manifestar, já que não somos recebidos por eles. Ocorre que o governador (seus capangas e cupinchas), agrediram os professores com spray de pimenta e ainda um policial apontou a arma para os companheiros. Isso porque a TV estava filmando tudo.
Outro ponto crítico é que um dos manifestantes (um professor de fibra e que realmente tem amor pela educação e quer que esta melhore) foi brutalmente arrastado pela rua pela policia, sendo detido.
Infelizmente eu não estava lá pra lutar com estes bravos guerreiros da educação, pois mais uma vez estava lá no Depto de Perícias Médicas (que também não trata com respeito os funcionários públicos). Imaginem que uma funcionária fez uma mãe, com criança de meses, ficar horas aguardando sua perícia e quando esta a contestou, essa funcionária (por sinal a mesma da outra vez que gritou com a professora mandando-a calar e sentar), aos berros falava para a professora que ela não havia passado no balcão e que ela nunca errava.
Outra funcionária foi procurada e pra espanto de todos, a guia da professora ainda estava no balcão, no mínimo ia receber o carimbo de não compareceu.
Infelizmente, uma professora não aguentando todo o bafafá que estava acontecendo, veio a desmaiar. Gado é muito melhor tratado por seus donos.
Mais um ponto a tratar aqui, foi a providência da secretina de educação a Maria "doida". Já mandou descontar os dias parados dos professores grevistas.
Lembrei agora da greve de 2000, mais precisamente do dia 18 de maio onde o então governador, defunto Mario na Covas, mandou a tropa d choque, cavalaria e tudo que tinha direito pra cima dos trabalhadores da educação. Depois dizem que são democráticos............... Isso é repressão, ditadura.

ah! ainda estou sendo vítima da telefonica, aqui nem speedy e nem ilimitada estão funcionando...

terça-feira, 1 de julho de 2008

Parabéns



Hoje é o aniversário da minha princesinha Thauane (minha afilhada). Grande presente de Deus na minha vida e na vida de todos que a cercam. É doce, meiga, carinhosa................... uma princesa-bailarina.
Montei um blog para ela começar a registrar mais essa etapa da vida.
Ah! é ótima aluna.

----------------
Now playing: Toquinho & Vinícius - Aquarela
via FoxyTunes


Se você também quizer conhecer este bloguezinho, clica aqui

estou com medo


Evangélicos invadem Congresso contra projeto que criminaliza homofobia

GABRIELA GUERREIRO
RENATA GIRALDI
da Folha Online, em Brasília 25/06/2008 - 17h07

Um grupo de evangélicos tentou invadir o Congresso Nacional nesta quarta-feira em protesto contra a aprovação do projeto que criminaliza a homofobia (discriminação contra homossexuais) no país. Cerca de mil evangélicos fizeram uma manifestação em frente à sede do Legislativo para evitar a votação do projeto. Os manifestantes querem ter o direito de criticar a homossexualidade, sem punições estabelecidas na legislação.

"Senhor, sabemos que há uma maquinação para que esse país seja transformado numa Sodoma e Gomorra [cidades bíblicas que teriam sido destruídas pelos excessos cometidos por seus moradores]. Um projeto desses vai abrir as portas do inferno", disse o pastor.

Alguns dos manifestantes conseguiram ingressar no Senado e foram recebidos na presidência pelo senador Magno Malta (PR-ES). Evangélico, Malta ocupa interinamente a presidência uma vez que o senador Garibaldi Alves (PMDB-RN) está fora de Brasília. O pastor Silas Malafaia, da Assembléia de Deus, entregou um documento para Malta contra a aprovação do projeto. "Esse projeto de livre expressão sexual abre as portas para a pedofilia. É uma afronta à Constituição e à família", disse o pastor.

O deputado Miguel Martini (PHS-MG), que integra a frente parlamentar em defesa da família e da vida, disse que o projeto quer "calar a boca" dos cristãos contrários à homossexualidade. "Nós amamos os homossexuais, porque são nossos irmãos, mas não amamos o "homossexualismo'. É um grande combate que estamos enfrentando entre luz e trevas. Não aceitamos discriminação de ninguém, mas não aceitamos sermos discriminados em nossas convicções religiosas."

(leia o texto na íntegra) http://www1.folha.uol.com.br/folha/cotidiano/ult95u416125.shtml


Estes dias atrás, invadiram um centro espírita no rio e quebraram tudo. Agora querem o direito de falar "mal" de determinadas minorias (que não são tão minorias). É certo que se criem leis, melhor, o correto era ensinar desde pequenos a respeitar as opções de cada um, mas já que não se dá mais educação em casa, que se criem leis para todas as minorias, inclusive, gordos, brancos ( são minoria), carecas.............

Meu maior medo é que cada vez mais, pessoas fanáticas, estão sendo eleitas por um ou outro grupo de também fanáticos.

O mandato é para o bem comum, e não de determinadas classes. Logo, vão precisar de leis pra proteger católicos, espíritas, ateus..............................


Socorrooooooooooooooooooooooooooooo, Senhor!!!!!