terça-feira, 30 de março de 2010

Assembleias: cuidado com as infiltrações !


O lamentável episódio ocorrido na sexta-feira, dia 26 de março, próximo ao Palácio dos Bandeirantes, em que a imprensa registrou cenas de violência e vandalismo, serve de lição para os colegas mais ingênuos, que ainda não conheciam esta velha tática: infiltrar agitadores nos movimentos de massa.
Se você acompanhou alguns lances das reportagens pelo Uol, por exemplo, pôde ver que muitas pessoas que ali estavam, atirando pedras e paus, não tinham nenhuma ligação com os professores. Há uma cena (veja a foto abaixo) em que, supostamente, "um policial à paisana socorre uma soldado ferida". Essa soldado teria recebida uma paulada na cabeça. Colocando o zoom na foto, você pode perceber que, estranhamente, não há sequer um arranhão no seu capacete.
Colegas que estavam no local, no momento do fato, afirmam que quem socorreu a soldado foi um professor. Porém, o próprio comando da Polícia Militar correu para "desmentir" a versão, alegando que "a soldado foi socorrida por um policial à paisana, infiltrado entre os grevistas."
Essa foi a declaração do Comando da Polícia Militar.
Portanto, colega, cuidado com os agitadores infiltrados: eles são pagos para isso. Para fazer crer à população que os professores são vândalos e que, por isso, o governo está certo em tratá-los como vândalos.
Desta vez não deu certo! O infiltrado foi traído pelos infiltradores. Governo X Governo.

Nenhum comentário: