terça-feira, 23 de março de 2010

Greve

Professores grevistas pedem audiência com secretário da Educação de SP

Clipping Educacional - Do G1, em São Paulo
Categoria pede reajuste salarial.
Secretaria classifica a greve de política.
Um grupo de professores grevistas da rede estadual de São Paulo está reunido, na manhã desta terça-feira (23), em frente à Secretaria de Estado da Educação, na Praça da República, no Centro, para pedir uma audiência com o secretário Paulo Renato de Souza.
"Vamos tentar protocolar um pedido de audiência", afirmou ao G1 Maria Izabel Noronha, presidente da Apeoesp, sindicato dos professores da rede. Outras entidades do magistério, como o CPP, de professores, a Udemo, dos diretores de escola, a Apase, dos supervisores de ensino, e a Apampesp, de aposentados, participam do ato.
Em greve desde o dia 8 de março, os professores reivindicam reajuste salarial de 34,3% e afirmam que estão com os salários congelados há cinco anos. Eles se opõem à incorporação da gratificação em três parcelas anuais.
De acordo o governo do estado, a folha de pagamentos da Secretaria de Educação cresceu 33% entre 2005 e 2009, passsando de R$ 7,8 bilhões para R$ 10,4 bilhões. Em relação às gratificações, segundo a Secretaria, são feitas na medida das disponibilidades orçamentárias.

Bônus
Na segunda-feira (22), sobre as reinvidicações salariais dos grevistas, o secretário havia dito que não há previsão de aumento. "Em relação à base salarial, a base da reivindicação é estranha, porque tomam como referência o salário-base de março de 98. Mas, por que não o de 97, ou de 1950? Não temos considerado neste momento reajuste no salário-base, a não ser aquele que já vem com as gratificações, ou seja 5% agora, 5% no ano que vem e 5% no outro ano."
Ele classificou a paralisação novamente de política e afirmou que ela não tem prejudicado os trabalhos da secretaria. "A paralisação é muito pequena e o número de escolas paralisadas não passou em nenhum momento de 1%."
Neste ano, os grevistas receberão o bônus normalmente, porque ele se refere ao ano passado. No entanto, em 2011, a gratificação para eles deverá ser menor, já que o bônus leva em conta o número de faltas.
O bônus aos servidores será pago nesta quinta-feira (25). "O bônus é uma coisa normal. A secretaria vem trabalhando normalmente e o bônus vai ser pago conforme o programado. Não estamos trabalhando pautados pela greve."

Professores farão ato em frente à Secretaria da Educação

Clipping Educacional - eBand
Em greve desde o último dia 8, professores estarão nesta terça-feira, às 11 horas, em frente à Secretaria da Educação para solicitar audiência de negociação com o secretário Paulo Renato de Souza.
O ato estava previsto inicialmente para acontecer às 16 horas, mas foi alterado devido à audiência pública sobre a greve, que será realizada no mesmo horário na Assembleia Legislativa.
O ato da manhã desta terça contará com representantes das entidades do Magistério, como a APEOESP e CPP (professores), Udemo ( diretores de escola), Apase (supervisores de ensino) e Apampesp (aposentados).
Na próxima sexta-feira, às 15 horas, os professores realizam nova assembleia no Palácio dos Bandeirantes para definir os rumos do movimento. A categoria reivindica 34,3% de reposição salarial e pedem mudanças na política de bônus instituída pelo governo do Estado.
fonte: http://www.band.com.br/

Nenhum comentário: