sábado, 12 de junho de 2010

Dá para acreditar?

"Reajuste salarial diminui salário no magistério"!

Que Estado é esse, onde o governo anuncia um reajuste salarial e os beneficiados passam a receber menos? É o que aconteceu com o pessoal do magistério, que está na ativa e ainda não recebe o abono de permanência. O "reajuste salarial" anunciado pelo governo - 5% pela incorporação da GAM - além de não ser reajuste algum, para quem já recebia a GAM, ainda implicou em diminuição do total de vencimentos líquidos. Isso porque, por uma "mágica" do governo, a contribuição previdenciária passou a incidir sobre a GAM. E, ainda pior, sobre a totalidade dessa gratificação. Incorporaram 5% e lançaram o desconto previdenciário sobre 15%.
Portanto, 1. fizeram incidir o desconto previdenciário sobre a GAM, o que não acontecia antes, e 2. fizeram incidir esse desconto sobre a integralidade da GAM (15%) e não apenas sobre os 5% incorporados.

Malandragem! Desrespeito! Sacanagem!

Será que cabem outros substantivos e/ou adjetivos?
Dá para levar a sério esse governo?
Vem aí mais uma ação judicial da Udemo contra o governo.

Mais uma!

Nenhum comentário: