domingo, 17 de outubro de 2010

A Igreja e a Política

Estava me eximindo de comentar este assunto, mas por hora já chega de silêncio. É uma vergonha imperdoável o que alguns bispos, padres e pastores estão fazendo. Difamar e mentir sobre pessoas é o que de mais baixo se pode fazer. Primeiramente, os religiosos (muitos que não viveram a ditadura e que não sabem o que é viver sob seu julgo) estão caluniando e difamando a candidata do PT por achismos, desinformação e incompetência histórica. Quando se elege um candidato é para que este governe a nação e não somente a parte A ou B. O governo deve ser para cristãos, ateus, judeus, espíritas e todas as orientações religiosas ou não que existam. O governo deve ser laico e por isso não cabe a eles exigirem nada. Outro ponto é a ferocidade como alguns religiosos estão defendendo do candidato tucano. O que deve estar rolando? Alguma coisa tem! Pergunto onde está a opção preferencial pelos pobres que a Igreja Católica tanto fala? Se a CNBB não está a favor do que acontece, que se posicione, nem que seja pelo silêncio, mas não a manipulação dos fieis. Onde esta a justiça?
Estou com vergonha do que muitos religiosos (principalmente da igreja católica, a qual participo) estão se dispondo a fazer em nome de um candidato que serve a burguesia/capitalismo deste país. Penso onde estará a teologia da libertação, onde estará o zelo pelas coisas do espírito dos carismáticos.......
Estão pegando a religião e jogando no lamaçal da política nefasta que durante anos afastou a população do acesso aos bens.
Segunda e terça, fui ao shopping, e que inferno........... lotado, sem espaço pra nada.... conversava com meu sobrinho de 6 anos e contava pra ele, que antigamente ir ao shopping era passeio que se fazia pouquissimas vezes e que o povo não tinha dinheiro pra comprar tanto. Estava lá eu para lhe dar a sonhada bicicleta, mas frisei que nem a tia, nem o pai e o tio tiveram uma, pois eram caras (continuam sendo), mas que na família não havia condições de comprá-la o que hoje esta bem diferente.
Muitas vezes, conversando com meus alunos, saliento as dificuldades que nós adultos já passamos e sempre peço pra que confirmem com seus pais. Hoje os tempos são de fartura mas isso pode mudar dependendo da decisão que venhamos a ter.
Tenho medo que a estratégia Collor aconteça. Os meios de comunicação dos o seu desserviço vão colocar um fascista no governo e contrariar a vontade popular. Na ditadura o povo não tinha direito a voto e quando o tinham, era exercido sob o cabresto. Hoje, o povo é manipulado e sua vontade distorcida pelos meios de comunicação que literalmente sequestraram o desejo popular, uma espécie de síndrome de Estocolmo, pois com as mentes sequestradas, os sequestrados fazem tudo o que os sequestradores querem, uma verdadeira manipulação. Já  começo a me perguntar se há democracia neste país e voto popular, pois não é o que esta acontecendo.
Hoje, mais que antes, entendo a política da educação ZERO do governo paulista, pois com pessoas sem conhecimento e capacidade de questionamento é muito mais fácil se eleger e governar.......... êeeeeeeeeeee vida de gado.........

Nenhum comentário: