sábado, 21 de julho de 2012

Dias do amigo

 
AMIGOS PARA SEMPRE
Celito Medeiros

Depois de tantas definições sobre amigos
Depois das discordâncias nas definições
Resolvi tentar mais uma vez definí-los
Se discordarem façam suas versões.

Vivemos um curto espaço de tempo
Usamos uma massa para comunicar
Somos invisíveis como o vento
E este corpo não irá durar.

Nesta pequena trajetória
Convivemos com tanta gente
Não é preciso ter boa memória
Para saber quem foi importante.

Eu sou meu melhor amigo
Meus filhos também o são
A mulher que está comigo
Fazem parte da coalizão.

Depois, mais alguns parentes
Pela convivência estabelecida
E os dantes meros coadjuvantes
Agora ditos amigos para toda a vida!

Sim, destes todos é que eu estou falando
São estes os que sempre tentamos definir
Não um governador ou um presidente citando
Mas gente que uma lacuna sempre esteve a suprir.

Amigos que sempre se encontraram
Neste universo por todos nós criado
Feito palco para um jogo animado
Num tempo que não religaram.

Amigos fazem parte de nossa história
Durante todo este tempo passado
Que agora nesta vida  transitória
Foram os sustentáculos alados.

Portanto você meu conhecido (a)
Ou você que ainda não conheço
Talvez seja meu amigo (a)
Será que te mereço?
 

Nenhum comentário: