quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Educação anuncia concurso para 1,4 mil diretores de escola e mudança na seleção dos profissionais


Além da prova, candidatos passarão por curso de formação de seis meses e estágio probatório para poder atuar na rede estadual
A Secretaria da Educação do Estado de São Paulo vai abrir novo concurso para 1.450 diretores de escola e o processo terá mudanças significativas na seleção dos profissionais. Os gestores aprovados na avaliação, que acontece ainda no segundo semestre, deverão frequentar dois cursos de formação com duração de seis meses antes de atuar nas unidades de ensino. Os novos profissionais já devem ingressar na rede no início de 2014.
O objetivo da Secretaria é implantar critérios mais rigorosos de seleção e ao mesmo tempo propiciar aos novos diretores ferramentas para uma melhor atuação. Além da prova objetiva e discursiva e uma avaliação de títulos, serão incluídas duas fases no concurso, que será regionalizado: uma etapa de cursos sobre gestão escolar, questões pedagógicas e liderança e outra de visitas a várias unidades de ensino da rede. Após o curso, os diretores devem apresentar um plano de trabalho específico para a escola em que vão atuar. A aprovação nesta etapa também será condicionada à frequência.
Concomitante ao período de formação, o diretor passa por um estágio probatório com duração de três anos, período em que os profissionais vão receber orientações sobre a função de gerenciamento de recursos humanos e estratégias de ensino. Após o estágio, todos os gestores passarão ainda por avaliações anuais feitas pelo conselho escolar.
"Nosso objetivo é transformar a avaliação em gestão de desempenho, com a perspectiva de apoio a esses diretores. Aumentamos as exigências do processo de ingresso e fortalecemos os profissionais com cursos, além de permanente acompanhamento", afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.
Para participar do concurso, o candidato deve ter licenciatura em Pedagogia ou pós-graduação na área de Educação, e ter no mínimo, oito anos de efetivo exercício de magistério. Não é preciso estar em atuação na rede estadual. O novo edital será divulgado ainda neste semestre.
A remuneração inicial para diretor com jornada de 40 horas é de R$ 3.552,34. Com a Política Salarial estabelecida em 2011 pela Secretaria, as faixas e níveis de promoção salarial foram ampliados de cinco para oito. Assim, com a progressão funcional, os vencimentos podem chegar a R$ 8.410,82.
Secretaria da Educação do Estado de São Paulo

Nenhum comentário: